sábado, 25 de abril de 2009

Faith of the the Heart - Rod Swtewart

video
"...Tenho fé. Tenho fé. Tenho fé no coração. Tem sido uma longa noite., tem sido uma longa estrada... Tentando encontrar o meu ser através da escuridão. Vou onde o meu coração me levar. Tenho fé para acreditar. Posso fazer qualquer coisa.

Tenho fé na alma. E ninguém me vai atrapalhar.

Posso alcançar qualquer estrela...."

sexta-feira, 17 de abril de 2009

AO SER TUDO É POSSíVEL COM OSHO



Todos os seres que iniciam o caminho de volta à sua essência original (iluminação interior) depois de tantos caminhos percorridos e perdas com grande sofrimento...um dia percebem que afinal já estão no caminho...


"Na vida, a coisa mais difícil de compreender é o comportamento de um iluminado.As pessoas têm seus próprios valores e olham tudo com base neles. Um iluminado está numa dimensão totalmente diferente: vive sem valores, sem critérios, sem moralidade; vive simplesmente sem o ego. Um iluminado simplesmente vive. Ele não manipula sua vida; é como uma nuvem branca flutuando. Não tem para onde ir, nada para alcançar. Para ele, nada é bom ou mau. Não conhece nenhum Deus, nenhum demónio. Conhece apenas a beleza que é a vida na sua totalidade.Até mesmo um deus é feio porque é apenas uma parte, não um todo. Um demônio também é feio porque também é uma parte, e não o todo. Deus não está vivo; o demónio também está morto porque a vida existe como um ritmo entre os dois - o bom e o mau, Deus e o demónio. A vida existe entre esses dois polos. Não pode existir em apenas uma polaridade. Eles são as duas margens no meio das quais o rio da vida flui. Um iluminado sabe disso. Nunca está a favor nem contra algo. Responde a cada momento sem qualquer julgamento. Eis por que é difícil compreendê-lo. Um iluminado sempre tem alguma semelhança com um louco. Portanto, a primeira coisa a ser compreendida é: não avalie um iluminado com base nos seus próprios valores. Isso é muito difícil - mas o que mais você pode fazer?" Osho, em "Nem Água, Nem Lua


O Clube do Ser envia-lhe todo o Amor Universal para continuar o seu caminho, todos uns dias um pouco mais iluminado...ou louco...o rótulo pouca importa.

SEJA AQUILO QUE REALMENTE É....E AME-SE

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Midge_Ure_-_Breathe

video

AO SER QUE RESPIRA TUDO É POSSÍVEL

PROJECTO OMEGA




Viagem sonora para introspecção e relaxamento


Projecto de exploração de melodias meditativas e horizontes musicais, que pretende oferecer aos ouvintes uma viagem de expansão interior. Composto por Rui Martins e Cláudia Duarte, a sonoridade ganha forma através de instrumentos milenares, que permitem a criação de uma ponte para um mundo de natureza cósmica sonora ainda pouco explorada.
Cada viagem é uma oportunidade de ir ao encontro com o seu EU interior.


Instrumentos indianos usados: Sitar (citara Indiana), Harmonium (instrumento indiano usado nos Mantras), Sruti box (instrumento indiano usado nos Mantras), Guzheng (Arpa chinesa),Paus de chuva, taças tibetanas, espanta espíritos, harmónicos de voz, vibrafones entre outros.
Os participantes podem desfrutar da sessão, deitados confortavelmente.



Cada sessão dura aproximadamente uma hora.



Contribuição: 15 Euros



Marcações:

Clube do Ser

Contacto: 964 599 961
geral.cs@clubedoser.com.pt


Rua 1º Dezembro, 10/12
2710 São Pedro de Sintra





segunda-feira, 6 de abril de 2009

Meditação Ser


No interior de cada Ser reside a Luz e aquela Paz perante a qual já não se procuram respostas, pois já não há necessidade de colocar questões.

Para aceder a este Centro há que parar, aquietar a mente, e simplesmente, deixarmo-nos Existir, Respirar ... Ser.

Permitirmo-nos o privilégio de escutar o nosso fecundo silêncio interior, a partir do qual tudo se pode gerar.

Tudo o que é Precioso é Simples, e para o obtermos, devemos despojar-nos das distracções que nos afastam do nosso Centro.


O Clube do Ser propõe-lhe um encontro com o seu Ser.


Todos os domingos às 17h00
Contribuição 5 Euros

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Ser


Um espaço para Ser... e Estar... Um tempo para descobrirmos quem somos... Um tempo para ter tempo para a mudança